Andando…

5 11 2009

…mais do que a perna aguenta!

Primeiramente gostaria de agradecer à Carla e a Cris por terem me dado um rélpi help no cabecasafora.net mas o meu negócio não é site… é blog mesmo!

Sendo assim… daqui a pouco estamos de volta por aqui…

Post Scriptum: “Sua beleza de antigamente virou a burrice de hoje”

Anúncios




Chegando…

28 09 2009

… e já indo

Estou com mil idéias para blogs, totalmente direcionados, sem a baderna que esse aqui virou.

Entre os pensamentos:

Sobre a politica da cidade onde eu moro (São Bernardo do Campo)

Sobre meu projeto de pesquisa: Redes Neurais Artificias e I.A.

Sobre outro projeto de pesquisa: Banco de Dados evolutivo

Lugarzinho para baixar filmes/musica/livros e etc!

Filosofia de bar.

filosofia Gutoliana.

aff…

Post Scriptum: “Sendo assim quero ser sempre assim”





Mais um dia…

21 09 2009

…menos um tempo

Cada dia que passa eu me encontro um pouco mais perdido em tudo o que acontece ao meu redor e no mundo. Esses dias estava conversando com uma amiga e cheguei até a linda filosofia que “O mundo gira. Quando você faz escolhas certas e confia suficientemente ele pode girar em torno de você”, acreditem: Isso tem se tornado cada vez mais verdade.

Não sei ainda muito bem quando eu quero que o mundo gire ao meu redor, ou bem longe de mim, o fato é que esta filosofia tem se tornado cada vez mais verdadeira. Uma parte que não previ foi: “Mas quando o mundo gira em torno de você uma vez, ele tende a girar mais vezes”, e isso sim é perigoso. O mundo, seja ele qual for, é muito tendencioso e viciante. Gira-Gira e fica tonto por qualquer coisa.

Post Scriptum: “Razão dá-se a quem tem”





Mundo seu…

17 09 2009

…mundo meu. Cada um tem o direito de viver em seu “infinito particular” da forma que bem entender. Cada um de nós cria de certa forma um próprio mundinho. O mundo de alguns chega a ser tão elaborado que é capaz de conter grandes empresas, grandes amigos e até teorias da conspiração. Particularmente prefiro manter meu mundinho com uma ponte, uma árvore e um muro. As grandezas eu deixo para o lado de cá, no meu canto quero só o meu espaço para relaxar e ser eu com quem se sujeita a atravessar a pontezinha.

Post Scriptum: “O passaporte da gutolândia é verde com bolinha laranja”





Acho que já…

7 09 2009

…é hora de voltar.

Depois de muito tempo sem postar, muito tempo sem ter um tempo certo para pensar em alguma coisa que de algum modo poderia estar certa. Estou de volta. Por quanto tempo e a que tempo, ainda é incerto.

O certo é que estou escrevendo aqui hoje, ouvindo Gilberto Gil cantando Refazenda, nada tão propicio.

Post Scriptum: “Abacateiro serás meu parceiro solitário”





Meus cantos…

17 08 2009

…e recantos

Tem dias que penso que o mundo é o que é apenas porque eu existo. Não que eu seja peça importante para o que o mundo é hoje, mas sim por sentir o mundo, seja ele inteiro ou apenas aquele que está ao meu redor.

Tive uma visão, ou melhor, uma percepção um pouco mais real do que eu sou, caí em mim. Não sou o que eu achava que eu era, simplesmente não foi o meu redor que mudou, fui eu. Sinceramente, continuo sendo eu mesmo, mesmo tendo mudado caso isso seja realmente verdade.

Quantos de nós não acordamos do nada para o que nos acontece? Quantos de nós nem se da conta do que está ao nosso redor? Quais das duas coisas é mais grave? Qual a diferença entre elas?

Para mim pouco importa agora, estou na minha caverna onde posso me dar o luxo de estar trancado fazendo o que eu bem entenda. Ter os desprazeres e desventuras que ninguém mais poderia ter. Aproveito meus tempos de ócio , que apesar de serem raros, são criativos.

Post Scriptum: “Morra a sua vida por si só. Viver a própria vida já não é conselho que se dê”





E assim continuo…

1 08 2009

…continuando

Pouco interessa na verdade da vida particular de cada um. O que interessa é o que o coletivo pensa, por menor que seja esse coletivo quando falamos em seres humanos. Tenho algumas máximas que uso para mim, tenho minhas gutolianiedades que me garantem uma sobrevida.

Decidi poder dividir essas máximas gutolianas com os pobres e escassos leitores do cabeças a fora. Obviamente essas máximas não são in natura minhas, porém é meu entendimento sobre o mundo. Pelo menos o entendimento do pequeno coletivo ao qual faço parte neste imenso mundo anão.

Com isso crio a categoria “Sobre…”